Férias, Segurança Patrimonial e Redes Sociais

Muitas famílias da região estão planejando viajar neste final de ano, mas é o meu dever alertar a todos a seguinte indagação: - quais as providências preventivas que estamos tomando a fim de proteger nossa família e nossos bens no período de descanso?

Neste período do ano o numero de furtos aos nossos bens aumentam demasiadamente, onde ficar atento a dicas de segurança, não faz mal a ninguém: Não divulgue no bairro a notícia de sua merecida viagem, muito menos nas redes sociais. Manter em segredo essa informação é de fundamental importância, ao menos aos vizinhos de confiança. Com estes vizinhos de confiança, você deve comunicar a data de sua saída e retorno.

Tivemos um caso de pessoas famosas de São José dos Campos, que tiveram seu apartamento invadido, talvez por conta de informações privilegiadas. Diga apenas aos vizinhos de extrema confiança que eles cooperem, prestando a atenção em barulhos, estouros, serras, e, ainda, se veículos desconhecidos estacionarem na frente sua garagem, principalmente pick-ups ou caminhões. Neste caso a orientação é acionar a polícia militar imediatamente, através do telefone 190, para averiguação, onde eles estão sempre disponíveis a população.

Não se esqueça de fazer contato com a empresa de entrega de jornais e revistas que assinem.

Arranque as tomadas de todos os eletrodomésticos e eletro eletrônicos.

Nunca deixe mensagens em sua secretária eletrônica dizendo que estará ausente por certo período de tempo. Em vez disso mantenha uma mensagem genérica. Abaixe o volume da máquina e do telefone para que seu som não seja ouvido fora de casa. Existe um programa junto à operadora de telefonia fixa, modificando para o modo "siga-me", onde qualquer ligação será transferida automaticamente para o número telefônico que você indicar, devendo ser o seu celular, inclusive.

Se possível adquira equipamento eletrônico no qual mantém as luzes da fachada de sua casa acesas durante a noite e apagadas durante o dia, é muito simples, mas bastante eficiente. Adquira corrente grossa e um cadeado de marca resistente. Deixe amarrado o seu portão, mas procure deixar a corrente bem frouxa, para evitar o efeito alavanca provocado pelo famigerado pé de cabra.

Evite achar que seu cachorro “bravo” possa ter o condão de impedir ou evitar uma invasão criminosa. Os cães muito treinados para esta finalidade poderão dar um auxilio na defesa de seu patrimônio, mas nunca seu pet ou mascote.

Instale um alarme residencial monitorado, mesmo que more em condomínio fechado, pois infelizmente funcionários da própria zeladoria, podem passar informações a cerca da sua ausência. Quem mora em condomínio não deve comentar o dia de retorno aos funcionários do edifício, seja vertical ou horizontal, devendo se possível instalação de fechaduras de leitura biométrica ou de senhas. A função primordial do alarme monitorado é identificar a entrada de estranhos não autorizados no interior de sua propriedade e assim disparar uma forte sirene. O alarme de sinistro poderá ser enviado para empresa especializada de segurança, que, incontinenti, irá ao local e acionará a polícia imediatamente. A instalação de câmeras de segurança com acesso remoto deverá provocar efeito inibitório, desestimulando a intenção de criminosos e monitoradas pelos próprios usuários, principalmente em condomínios, devendo serem gravadas de forma digital.

Se possível não guarde as jóias, relógios, dólares, euros e documentos importantes no interior da residência ou apartamento, pois os cofres de bancos e armários de aeroportos servem para esta finalidade.

As redes sociais não são para divulgação intima dos presentes caros ou bens adquiridos, não devem ter a finalidade de mostrar a sua pequinês em relação ao que realmente importa na vida, dessa forma, não exponha a sua vida particular aos quatro ventos. As centenas de pessoas vinculadas a sua rede, podem ser aquelas que você menos espera lhe fazer mal e que podem perfeitamente aniquilar a sua vida ou todos os seus bens e pertences. As redes sociais se tornaram uma febre no mundo. O número de pessoas que possuem contas nessas redes cresce todos os dias. A quantidade de informações pessoais que se pode obter através delas é enorme e muito variada. Apesar disso, os usuários pouco se preocupam com o tipo de informação que eles disponibilizam ou se essas informações estão protegidas de forma adequada. Pensando nisso, seguem algumas dicas para utilizar esse recurso poderoso de comunicação de forma mais segura.

Não utilize senhas óbvias: as senhas são a primeira barreira de proteção e por isso devem ter o mínimo de complexidade. Utilize pelo menos oito caracteres, não use palavras de dicionários, datas, número de documentos, misture letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Algumas redes sociais informam na hora do cadastro da senha se ela é forte ou não.

Evite a publicação de dados pessoais ou restrinja o acesso a essas informações. Restrinja o acesso às informações: Todas as redes sociais possuem recursos de segurança que permite restringir o acesso as suas informações, utilize-os. Lembre-se: quanto mais restrito o acesso a essas informações, menor será a probabilidade de acesso não autorizado a elas.

Cuidado com os cliques: Muito cuidado ao clicar em links, se possível evite, há inúmeros casos de mensagens onde o remetente é falso, se passando por um amigo ou conhecido. Não aceite o convite de pessoas desconhecidas e mesmo as conhecidas: procure verificar se foi realmente a pessoa que conhece que enviou o convite, visite sua página, verifique se existem amigos em comum e, mesmo assim, se possível utilize outro meio e questione se foi ela que realmente lhe convidou.

Cuidado com aplicativos: Muito cuidado ao utilizar os aplicativos integrados a redes sociais, já existem casos onde o aplicativo é malicioso e rouba informações do usuário.

Acessos diferentes: Nunca acesse a rede social de dispositivos desconhecidos ou públicos, não há como garantir que esses equipamentos não possuem softwares maliciosos.

Dados cadastrais: Nunca utilize as redes sociais para trocar informações como: CPF, RG, informações bancárias, endereço residencial/comercial, números de telefone.

Por ultimo cuidado com o famoso “check-in”: ele pode informar sua rotina diária, onde você mora, onde você trabalha, que lugares você costuma ir etc. Esse tipo de informação é um prato cheio para pessoas mal intencionadas.

Portanto, amigo leitor, não pense nessa época do ano apenas em lazer, comece a programação de sua viagem protegendo o bem que realmente importa, o “sossego”.

Um Feliz Ano novo a todos, e boa viagem.

Rua Joaquim de Carvalho Filho, 90 - Sobrado - (Continuação da Rua da APVE) - Temos Vagas de Estacionamento - Vila Bethania - S.J.Campos - SP. - 12.245-493

Tel: (12) 3923-5303 - Cel: (12) 99116-7005 - contato@marcelogalvao.com.br